fbpx

O que é SEO e para que serve: guia completo para começar a gerar acessos orgânicos ao blog

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O que é SEO e para que serve essa estratégia?

Se você ainda não conhece a otimização para mecanismos de busca e de que forma ela pode alavancar o seu negócio, você chegou ao lugar certo.

O SEO é uma estratégia voltada a sites e blogs que tem como objetivo levar a sua página à primeira página do Google. 

Assim, quando um usuário busca por uma palavra relacionada ao seu segmento, você pode atraí-lo para o seu site e gerar um lead de vendas.

O resultado? Você atrai audiência, constrói autoridade e vende mais.

Quer saber o que é SEO e para que serve? Então é só continuar a leitura a partir dos seguintes tópicos:

  • O que é SEO e para que serve
  • Como funcionam os motores de busca do Google
  • Fatores de ranqueamento
  • SEO x Google Ads
  • Vantagens de investir em SEO
  • Principais técnicas de SEO
  • Como começar uma estratégia de SEO.

O que é SEO e para que serve essa estratégia?

SEO é um conjunto de técnicas de otimização que tem como objetivo levar um site ou blog para a primeira página do Google. 

Trata-se de uma estratégia que lida diretamente com o motor de busca e os algoritmos do Google.

O objetivo central é posicionar um site em primeiro lugar na página de resultado – também conhecida como SERP (search engine results page na sigla em inglês).

Para saber como funciona na prática, basta pensar na sua experiência enquanto usuário na internet.

Ao realizar uma busca no Google, você é direcionado para uma página de resultados onde há uma lista de links para acessar.

Esses links são ranqueados pelo Google de acordo com a sua relevância e potencial de entregar uma boa experiência ao usuário. Ou seja, eles não estão ali por acaso.

O SEO é justamente o trabalho que permite conquistar as primeiras posições e, dessa forma, gerar tráfego orgânico para o site. 

O que significa SEO

Para entender melhor o que é SEO e para que serve, é necessário primeiro ter o conceito em mente. 

SEO é a sigla em inglês para search engine optimization.

Em uma tradução para o português, significa otimização para mecanismos de busca.

Como funcionam os motores de busca do Google

Para incrementar ainda mais o seu conhecimento sobre o que é SEO e para que serve a estratégia, você deve entender minimamente como funcionam os motores de busca.

A missão do Google é “organizar as informações do mundo para que sejam universalmente acessíveis e úteis para todos”.

Para isso, os robôs do Google realizam três processos principais:

  • Rastreamento: identificação de páginas na internet para que sejam enviadas ao índice do buscador
  • Indexação: processamento das páginas rastreadas e indexação das informações
  • Exibição de resultados: definição do ranking de links que aparecem na página de resultados para o usuário.

Além dessa base, é primordial acompanhar as atualizações dos algoritmos do Google, pois elas influenciam diretamente nos resultados de SEO.

Em um artigo para o site Search Engine Journal, Sam Hollingsworth, diretor de busca da Elevation Ten Thousand, afirma que o mundo das buscas evolui basicamente a critério do Google, o que requer monitoramento constante para ranquear melhor que a concorrência.

“Ser proativo e monitorar as principais alterações de algoritmo sempre beneficiará as marcas que o fazem”, recomenda o especialista.

Fatores de ranqueamento de SEO no Google

Agora que você já sabe o que é SEO e para que serve, é importante compreender os fatores de ranqueamento utilizados pelo Google.

Na prática, são os critérios que o buscador utiliza para avaliar a qualidade dos conteúdos na rede e, a partir disso, listá-los na SERP para o usuário. 

Atualmente, o Google utiliza mais de 900 fatores de ranqueamento para classificar os links na página de resultados. 

Portanto, um bom começo é entender os mais importantes. Confira:

Sigla EAT

De acordo com o Google, os três fatores mais importantes para SEO são designados pela sigla EAT em inglês:

Expertise (expertise)

A expertise diz respeito ao nível de especialidade do conteúdo. 

Afinal, artigos produzidos por especialistas no assunto tendem a apresentar informações com maior qualidade e embasamento.

Autoridade (authority)

A autoridade vai além: tem a ver com a reputação do site. 

É a capacidade de o seu conteúdo ser referenciado por outros sites e especialistas no assunto, principalmente por meio de backlinks que levam para a sua página.

Confiabilidade (trustworthiness)

Por fim, a confiabilidade se traduz como legitimidade e transparência. 

Nesse sentido, alguns elementos importantes incluem informações de contato no site, endereço, política de privacidade e políticas de reembolso, por exemplo.

Conteúdo de qualidade

Sem dúvidas, o conteúdo tem um peso enorme no SEO.

De acordo com a pesquisa SEO Trends 2020, da Rock Content, o conteúdo para blog é a técnica que mais contribui para o alcance de resultados, equivalente a 48,2%.

Mas para gerar resultados, ele deve apresentar qualidade e relevância, ser original e demonstrar expertise.

Mais importante ainda é que o seu conteúdo resolva uma dúvida do usuário.

Vamos supor que você esteja escrevendo um artigo sobre “marketing digital para pequenas empresas”.

O seu conteúdo precisa oferecer a melhor resposta para o usuário: a mais completa, mais confiável e mais bem escrita. 

Quantidade de backlinks

Outro fator de ranqueamento são os backlinks de páginas de terceiros que levam ao seu site, pois contribuem para a construção de autoridade.

O link é, na prática, um voto de confiança que alguém dá para o seu site, indicando ao Google que você é referência em determinado assunto.

Mas não basta ter uma grande quantidade de backlinks.

Eles precisam ter qualidade.

Por isso, é importante que os sites que apontam para a sua página também tenham qualidade, sejam confiáveis e entreguem conteúdo de valor. 

Técnicas de SEO bem aplicadas 

Adiante, você vai conhecer as principais técnicas de SEO que devem ser aplicadas no blog.

Mas tenha uma coisa em mente: elas precisam ser bem implementadas de acordo com as diretrizes do Google, não violando as boas práticas de SEO.

Qualidade da experiência do usuário 

A qualidade da experiência do usuário também importante para ranquear na primeira página do Google.

De forma resumida, aqui entram fatores como velocidade de carregamento, site responsivo, design e facilidade de navegação.

SEO ou Google Ads?

Conforme você viu, o SEO é uma estratégia que tem como foco gerar tráfego orgânico para o site.

Nesse caso, alcançar boas posições na SERP depende diretamente da qualidade do conteúdo que você entrega e do bom uso de técnicas de SEO.

Ao invés de pagar para ficar em destaque, você conquista essa posição.

No Google Ads, é o contrário: o objetivo é gerar tráfego pago para o site.

Em outras palavras, quer dizer que você paga uma publicidade ao Google para anunciar um link na página de busca. 

A desvantagem é que o link fica na primeira página somente durante o tempo da campanha.

E apesar de os anúncios patrocinados aparecerem antes dos resultados orgânicos, eles tendem a gerar menos tráfego.

De modo geral, isso acontece porque os links ranqueados de forma orgânica ganham mais confiança do usuário.

5 Vantagens de fazer SEO para ranquear no Google

Vamos ver os benefícios do SEO com mais detalhes:

Gera tráfego orgânico

O aumento do tráfego orgânico, aquele em que você não paga por anúncios, figura na lista de benefícios do SEO.

Segundo a pesquisa SEO Trends 2020, esse ganho equivale a 38,1%: o principal resultado da estratégia em blogs.

Para o negócio, o ganho de tráfego orgânico representa a possibilidade de construir uma audiência engajada, gerar autoridade e elevar a conversão

Atrai leads qualificados

É importante ter em mente que o blog é um dos principais canais de aquisição de clientes no marketing digital. 

Por meio dele, é possível atrair leads qualificados porque o usuário que chega ao blog por meio do Google já demonstrou interesse no seu segmento ao inserir a palavra-chave no mecanismo de busca.

Assim, você tem a oportunidade de conduzir o usuário pelo funil de vendas, até que ele se torne um cliente.

Gera autoridade para a empresa

A construção de autoridade é outra vantagem da estratégia de SEO para negócios.

Chegar às primeiras colocações no mecanismo de busca é um voto de confiança do Google, que dá preferência ao seu conteúdo em detrimento do conteúdo da concorrência.

A tendência, portanto, é que o usuário também perceba a sua página como uma referência na área.

E se o conteúdo for qualificado e relevante, você vai se tornar uma autoridade de fato para o usuário, que passa a confiar na empresa e a respeitá-la.

Solidifica a presença digital

Estar presente nas redes sociais é essencial para qualquer negócio. 

Mas o perigo de concentrar toda uma estratégia nessas ferramentas é que você nunca tem o controle sobre elas. 

Ou seja: fica suscetível a mudanças nas plataformas e até mesmo à migração do público para outras redes. Por isso, costumamos dizer que redes sociais são um “terreno alugado”.

Aí entra a importância de solidificar a presença digital da marca a partir do blog.

Diferente das redes, no blog você tem o controle sobre os seus conteúdos e a garantia de que ele ficará disponível ao público para sempre, desde que você mantenha o domínio do site. 

Em outras palavras, o blog pode ser considerado como um “terreno próprio” no qual vale a pena construir a estratégia.

Conecta com o público

Estamos na era da conectividade. Portanto, é imprescindível que as marcas se conectem com seu público por meio dos canais digitais e do marketing de conteúdo.

No blog, ao invés de você ir até a sua audiência, ocorre o caminho inverso. A audiência vem até você, justamente porque tem interesse em consumir conteúdos de uma determinada temática.

Nesse cenário, é mais fácil se relacionar com a audiência, fortalecer a imagem do negócio e se conectar por meio do conteúdo de qualidade.

6 Técnicas de SEO para otimizar blogs

Conhecer as principais técnicas de SEO para otimizar o blog é fundamental para construir uma estratégia eficaz. Confira a seguir:

1. Definição de palavras-chave

Palavras-chave são os termos digitados no Google pelos usuários.

Ao produzir conteúdos, você precisa se pautar por esses termos para ranquear o conteúdo na primeira página do Google e atrair os usuários que estão buscando por eles, portanto.

Na prática, o processo requer uma seleção de palavras-chave relevantes para o seu segmento. 

Mas como fazer isso?

Existem várias ferramentas de seleção de palavras-chave que mostram os termos mais buscados no Google e uma lista de palavras relacionadas ao assunto principal que você quer abordar.

Conheça as principais ferramentas:

  • Ubersuggest
  • SEMrush
  • Answer the Public
  • AlsoAsked
  • Pesquisas relacionadas Google
  • As pessoas também perguntam (Google).

A dica, então, é testar as ferramentas e inserir palavras relevantes ao seu segmento nessas plataformas para verificar as palavras-chave que você pode aplicar aos artigos do blog.

2. Estruturação do conteúdo

A estruturação do conteúdo na página é outro aspecto importante para otimizar o blog.

Afinal, na internet, o leitor que se depara com grandes blocos de texto e informações desorganizadas tende a sair da página em poucos segundos.

Por isso, ao elaborar conteúdos, você precisa facilitar a vida do usuário por meio de uma estrutura que facilite a leitura. 

Em SEO, isso é feito por meio de heading tags: tags no código HTML que indicam ao Google a importância de cada informação no texto.

Dito de forma simplificada, as heading tags são os cabeçalhos ou subtítulos do texto. Elas são divididas em seis níveis:

  • H1
  • H2
  • H3
  • H4
  • H5
  • H6.

O H1 é a heading tag mais importante, que fica para o título da página, e o H6 é a heading tag menos importante.

Use esses recursos para organizar as informações do artigo, criando blocos de texto que abordam diferentes aspectos do conteúdo central em questão.

3. Definição de meta title e description

Outros dois termos que você precisa conhecer na estratégia de SEO são meta title e meta description.

Esses elementos são informações que você dá ao Google para que ele entenda o conteúdo do seu artigo.

Também são os textos que aparecem na SERP, ou seja, na página de resultados do Google.

O meta title precisa necessariamente ter a palavra-chave. Ele é o título do artigo e será o primeiro ponto de contato do usuário com o seu conteúdo.

O meta description é a descrição do link, que expande a informação do título. Ele não é um fator direto de ranqueamento, mas impacta diretamente na taxa de cliques (CTA) ao seu conteúdo.

Ambos os textos precisam ser únicos, despertar a curiosidade do leitor e resumir os benefícios que ele vai ter ao consumir aquele conteúdo.

4. Otimização de imagens

Incluir imagens nos artigos do blog é uma forma de gerar mais engajamento com o seu conteúdo e torná-lo mais rico.

Mas não basta inserir imagens sem que elas sejam otimizadas.

Aqui é preciso considerar que o Google ainda não consegue ler as imagens tão bem quanto os textos.

Por isso, precisamos dar uma forcinha extra para que os algoritmos compreendam o conteúdo da imagem.

O passo a passo de otimização de imagens inclui:

  • Salvar o arquivo com uma descrição adequada
  • Incluir texto alternativo
  • Incluir legenda
  • Reduzir o tamanho do arquivo.

5. URL amigável

A URL é o endereço da página que permite que ela seja encontrada e indexada pelo Google.

É essencial que ela seja amigável e fácil para o leitor, contendo palavras que descrevam o conteúdo da página.

Para otimizar a URL, é importante deixá-la com menos de 128 caracteres e sem caracteres especiais. Para separar palavras, use espaçamentos.

6. Link building

Outra técnica essencial de SEO é o link building: construção de links, na tradução para o português.

Link building consiste em gerar backlinks de qualidade de outros sites para o seu blog a fim de construir autoridade.

Na prática, a relevância de uma página varia conforme a quantidade de links qualificados que apontam para ela.

O Google entende o backlink como um voto de confiança.

Assim, se eu insiro um link de um site terceiro no meu texto, estou transferindo autoridade para ele e mostrando ao Google que ele é relevante.

Mas como fazer link building?

Um bom trabalho de assessoria de imprensa, criação de artigos em sites relevantes (guest posting) e divulgação dos seus conteúdos em redes sociais e e-mail marketing são boas formas de começar.

Como começar uma estratégia de SEO em 7 passos

Agora que você está imerso na estratégia de SEO, descubra os 7 principais passos para implementar no seu site:

1. Use ferramentas que permitem otimização

O primeiro passo para uma estratégia de SEO é garantir que você tenha as ferramentas necessárias para executá-la.

Se o seu site está hospedado no WordPress, você já pode colocar em prática o SEO.

Trata-se de uma das principais plataformas usadas no mercado que permite fácil utilização, design intuitivo e recursos para otimização.

Além disso, vale a pena baixar o plugin Yoast: principal plugin de SEO onde você informará ao Google informações importantes, como o meta title, a meta description e a URL.

2. Selecione palavras-chave de cauda longa

A próxima etapa é selecionar as palavras-chave relevantes para o seu nicho.

É importante compreender que as palavras-chave são classificadas em cauda curta e cauda longa.

As de cauda curta são aquelas compostas por até 2 termos: marketing digital, empreendedorismo e chocolate quente, por exemplo.

Já as de cauda longa são compostas por mais de 3 termos: marketing digital para empreendedores, dicas de empreendedorismo digital e como fazer chocolate quente.

A dica é apostar em palavras cauda longa. Apesar de terem volume de buscas mensais mais baixos, elas são mais fáceis de ranquear no Google.

Em uma ferramenta de seleção de palavras-chave (como Ubersuggest ou SEMrush), avalie dois fatores:

  • Volume de busca: é a quantidade de buscas mensais que os usuários fazem para determinada palavra-chave
  • Concorrência: é o quanto a palavra é concorrida, a dificuldade que ela apresenta para que um conteúdo seja ranqueado na primeira página.

Então, o ideal é conciliar a menor concorrência possível com o maior volume de busca. 

Para buscar palavras-chave de cauda longa, reflita sobre as principais dúvidas do seu público e coloque-se no lugar dele para ter ideias de conteúdos.

3. Defina a persona do seu negócio

Para uma estratégia de SEO eficaz, é primordial conhecer a persona do seu negócio.

Ela consiste em uma representação fictícia do seu cliente ideal baseada no público-alvo que você quer alcançar.

É por meio da persona que você conhece as dores, necessidades, sonhos e perfil do seu cliente.

Com essa definição, fica mais fácil criar conteúdos assertivos, escolher as melhores palavras-chave e elaborar a estratégia do blog.

Se você ainda não tem essa definição, a ferramenta Gerador de Personas, da Rock Content e Resultados Digitais, facilita o processo.

4. Foque no conteúdo de qualidade

Conteúdo de qualidade, útil e relevante é um fator essencial para que o seu blog performe bem no Google. 

Uma vez que o objetivo do Google é dar a melhor resposta para o usuário, o seu artigo deve responder à dúvida da forma mais completa possível.

Além disso, o conteúdo deve ser original: uma boa estratégia de SEO não permite cópias, nem conteúdo “mais do mesmo”. 

Para agregar valor ao seu conteúdo, vale a pena incluir dados de pesquisas, entrevistas, citações de profissionais que são referência na área e trechos de livros, por exemplo.

Mas, nesse caso, não se esqueça de indicar a fonte da informação.

5. Aplique as técnicas de SEO

A quinta dica é aplicar as técnicas de SEO que eu mencionei anteriormente. 

Definição de palavras-chave, otimização de imagens, meta title e description, URL amigável e link building fazem toda a diferença na hora de levar o seu post até a primeira página do buscador.

6. Otimize conteúdos antigos

Se você já tem um blog com muito conteúdo, calma: não precisa apagar todos os artigos e recomeçar do zero.

Você pode otimizar conteúdos antigos para que eles tenham um desempenho melhor no Google.

Avalie quais são os seus melhores artigos publicados

É possível deixar o conteúdo mais completo e adicionar novos tópicos? Simplificar a linguagem? Trazer dados e informações adicionais?

Faça uma análise crítica dos artigo antigos, melhore os conteúdo e não se esqueça de aplicar as técnicas de SEO na hora de otimizar.

7. Analise resultados

Por fim, tenha em mente que o SEO demanda análise de resultados constante, sobretudo por ser uma estratégia que gera resultados no longo prazo. 

Para analisar resultados, use o Google Analytics e o Google Search Console, que devem estar instalados no seu site. 

Observe métricas que indicam a performance dos seus conteúdos, como:

  • Taxa de rejeição
  • Tempo de permanência na página
  • Taxa de conversão
  • CTR (taxa de cliques)
  • Posição média na página de resultados.

Ao usar essas ferramentas, você vai extrair muitos insights valiosos para a sua estratégia de SEO.

E aí, entendeu o que é SEO e para que serve? Está pronto para iniciar essa jornada e alavancar blog da sua empresa?

Implemente as dicas deste artigo, deixe seu comentário abaixo se ficou com alguma dúvida e compartilhe com outros empreendedores.

Aproveite para conhecer o Método Descomplica SEO, da Idealle Conteúdo, para aprender mais a fundo essa estratégia e como aplicar no seu negócio.

Leia mais

8 respostas

  1. Eu queria tanto ter animo para escrever artigos bons assim
    como você, com certeza ia aumentar meus resultados.
    Eu tenho bastante resultados com as técnicas que uso,
    resultados muito bons… Mas escrevendo blogs com
    informações uteis assim como você faz com certeza deve
    ajudar ainda mais.
    Se quiser dar uma olhada na minha página também seria
    uma honra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *